Dedico este blog à minha filha Thais, meu eterno amor, que partiu muito cedo para um lindo lugar... no outro lado da vida ..!!!

Seguidores

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Thais, amor eterno... amor infinito!


                                                      Feliz aniversário, Thais!
                                                      Minha eterna saudade!      
  
Minha amada filha! Hoje, 25/11, é um dia muito especial para mim, para ti, para nossa família, para tuas amigas e amigos... enfim, para todos aqueles que, aqui, deixaste um pouco de ti em cada coração. Tenha certeza que esta data sempre será lembrada por todos nós com uma imensa saudade. Serás eternamente lembrada, Thais!
Que, hoje, tu possas receber o nosso abraço terno cheinho de boas vibrações, com todo o nosso carinho e com nosso infinito amor.
Desejo, minha filha, que Jesus te ampare em todos os momentos! Que o teu caminho seja sempre florido, iluminado, na tua morada Espiritual.
Parabéns, minha linda! Esteja feliz, no céu, junto ao Pai! Muita paz e evolução!
Te amo sempre... sempre! Para sempre, eu sei que vou te amar, minha filha!
Tua mami 
Vídeo criado por mim.
Música: Somewhere In Time
 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Parabéns! Hoje é o teu dia, Thais !!!

                                                                           
Feliz aniversário, minha filha! 37 anos estarias fazendo hoje... E, os momentos bons passaram, mas não se perderam... porque as lembranças de tudo que vivemos, a beleza de cada momento, permanecem em nossa vida. Como eu gostaria de poder te dar um abraço bem apertado e te encher de beijos, neste dia, que sempre foi tão especial para nós. Mas, sei que isso, por enquanto, não é possível. É preciso somente cultivar a paciência e aguardar esse grande momento que por certo se da, em algum lugar, na hora determinada. Basta confiar e esperar... 

Muita saudade de ti, minha filha querida!!! É difícil, mas continuo seguindo, vivendo.... Tenho que continuar minha jornada! Se a saudade existe é porque o amor persiste em existir, apesar da distância. E meu amor por ti não tem medidas. É eterno!

Que Deus esteja sempre te iluminando!... Até o nosso reencontro, com certeza um dia estaremos juntas novamente. Tudo é uma questão de tempo...

Te amo para sempre!

Tua mamis



quinta-feira, 14 de maio de 2015

O Amor que se foi - Partida e Chegada


A vida é feita de partidas e chegadas. De idas e vindas.
Assim, o que para uns parece ser a partida, para outros é a chegada.
Um dia partimos do mundo espiritual na direção ao mundo físico; noutro partimos daqui para o espiritual, num constante ir e vir, como viajores da espiritualidade que somos todos nós. (Victor Hugo)





Se partiu alguém que amavas, não o creias desfeito nas brumas do nada.
O infinito é casa suprema do Pai e nela ninguém se encontra ao desabrigo, muito menos tu que agora choras um amor que se foi.
Concede àquele que partiu o melhor de ti e, mergulhado nas lembranças alegres dos dias de convivência, povoa-lhe estes instantes com a gratidão por tudo que te ofereceu.

Lembra-te que, aquele que parte, permanece ligado a ti, rogando o teu amparo de amor.
Não perturbes a tua alma com as ondas revoltas do desespero, mas confia ao Pai o ente que se foi, pois na realidade ele não te deixou, apenas retornou à casa primeira de todos nós.

E antes que a solidão e o abandono te assaltem a alma, busca na prece tranquila e nas mãos operosas, um ponto de encontro entre vós.
E nunca te esqueças que um dia, fatalmente, no transcorrer da tua existência, tu também retornarás. 

Faze tudo que puderes para encontrar, por primeira paisagem no mundo espiritual, a luz dos olhos que te antecederam a te acolher com o mesmo amor.

Maria do Rosário Del Pilar
Vídeo criado por mim - música: Porto solidão


Thais, que tu estejas na Paz de Deus, minha filha!
Sei que um dia vamos nos reencontrar, isso me conforta.

Cada dia que passa te amo mais... mais...

Tua mamis

Saudades...



   

sábado, 2 de maio de 2015

A saudade permanece


Ainda que o céu esteja azul e o sol deixe no infinito seus encantos dourados, bordados a pincel, ainda, que o arco-íris renove a esperança após o temporal e as borboletas façam coro à vida com sua dança angelical... dentro do meu coração, uma saudade constante, que vem e eu bem sei de onde, faz meus olhos marejarem.

Ao meu redor, flores graciosas, com ternura, me ensinam a sorrir, apesar dos espinhos...
A minha alma porém, reclama a falta de outras primaveras, de outros tons, de auroras belas, no horizonte de outros céus.

A natureza me traz o conhecimento, o entendimento, o exercício de compreender o momento, o movimento da vida a favor da evolução. Mas, cá portas adentro, da minha alma e do meu coração, lembranças se agitam, despertam, buscam nas frestas do inconsciente, as respostas, como peças de um quebra cabeças, ansiosas por encontrar o seu lugar.

As lembranças, impulsionadas pela força invisível do coração, esbarram em limites, em dores, em dúvidas e indagações, buscam a lógica, lutam pela coerência e quando cansadas e sem esperanças, as lembranças, se encolhem, mas não se apagam… Jamais se apagam… 

Até que outra vez, sejam impulsionadas pelo aroma eterno do reino distante, a explicar-se, a situar-se no emaranhado de emoções… Aroma das flores que plantei… Das cores, que escolhi para a minha vida, e que um dia, tive de renunciar…

Hoje, as flores já encontraram seu jardim, semeado não apenas por mim, mas por outros corações, a pulsar no mesmo tom… Hoje, o tempo antes disperso, se faz coeso e perfeitamente perceptível na tela mental. Hoje, o que era esperança, se converteu em encontro e construção, e o que era angústia, se fez compreensão, graças a Deus!

Mas… A saudade permanece… Permanece em forma de esperança, esperança de regresso... A saudade permanece em forma de lembrança, assinalando não ser aqui o meu lugar… no qual me encontro apenas de passagem e em parte, porque outra parte de mim, ficou dentro do sonho que acabou… 

(Gotas de Luz)


Amigas/amigos, meus queridos... a saudade de nossos amores que partiram, jamais cala nosso coração. Mas, a certeza de que Deus nunca nos desampara nos fortalece e nos sustenta para continuarmos a nossa caminhada.

Ah! Thais, que saudade eu sinto de ti! Doces lembranças que o tempo nunca apagará.
Te amo minha filha, amor sem fim... Em breve estaremos juntas.





                                                                                                 

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Viver o luto com Fé


Quando se perde alguém que amamos, quando termina uma história, é normal ficar triste, sentir-se perdido, sem rumo… e isto acontece à medida que os anos passam. As perdas fazem parte da vida.

É certo sim ficar triste, e é humano. E devemos sim compartilhar o que sentimos. Não existe a possibilidade de seguir em frente, de virar a página, sem “viver” o luto. É preciso respeitar a nossa própria dor, a nossa própria tristeza e o nosso tempo.

A dor de se perder um ente querido é singular. Toda pessoa tem o direito de chorar essa perda o quanto desejar, pois somente ela sabe a dor que passa em seu coração.

Contudo, o luto é um processo e precisa ser elaborado aos poucos. Sufocar a tristeza e as lágrimas pode ser prejudicial. Dê tempo ao luto, pois pode demorar semanas, meses, até mesmo anos. Durante esse tempo, é normal que você sinta raiva, chore, se revolte e até mesmo questione Deus. É preciso viver esse “outono” para que um novo tempo comece a surgir lentamente, anunciando novas esperanças.

Muitos querem ficar sozinhos, outros preferem partilhar sua dor com algumas pessoas.Tudo isso ajuda a elaborar o processo do luto na vida. Outros ainda buscarão forças na oração.

Nesse período sentimos um vazio enorme. E dói muito, parece dilacerar tudo por dentro, e em alguns momentos a dor é tão grande que parece que não vamos suportá-la. Mas se é o que você está sentindo, sinta, só assim será possível ultrapassar esse momento difícil. É preciso enfrentar a dor para seguir em frente.

Se a tristeza vier, deixe que ela venha, é importante que você a coloque pra fora, fale, chore, partilhe, desabafe... sinta toda a sua tristeza porque, existindo, ela tem que ser vivida, e somente assim ela poderá ser superada.

Permita-se recomeçar. A saudade ficará, as lágrimas voltarão, mas o amor que você sente pela pessoa que se foi nunca se apagará. Este amor que você sente lhe dará forças para continuar sua vida e cuidar daqueles que também precisam do seu carinho, do seu abraço e da sua ternura.

Carregue em seu coração a certeza do reencontro !!

 Texto do Pe. Flávio Sobreiro - com modificações que fiz.


                                         Um final de semana abençoado para todos !!!
                                                          Meu abraço apertado.




quarta-feira, 15 de abril de 2015

Você é mais forte do que pensa


Olhe para dentro de você. Olhe para dentro do seu coração. Agora, o que você sente pode ser uma dor imensa e muita dificuldade de seguir em frente. Você pode se sentir paralisado neste momento, mas respire fundo e encontre a força que há dentro de você. Logo você verá o seu caminho clarear e novas portas em seu caminho e, ainda que elas estejam fechadas, você encontrará forças e coragem para abri-las!

Você é muito mais forte do que imagina, e apenas em momentos difíceis como este é que vai descobrir a coragem que tem. O sofrimento pode tanto derrubar, quanto fortalecer. Mas para as pessoas como você, ele serve como um impulsionador. Sinta-se desafiado a continuar, mostre para si mesmo e para o mundo que nada pode lhe fazer desistir dos seus sonhos, da sua vida. Continue seguindo em frente, seja forte, mantenha a leveza, e não se vitimize diante das adversidades da vida. Não sinta pena de si mesmo, este é o pior sentimento que alguém pode ter.

Valorize tudo o que acontecer na sua vida e descubra o poder de transformar a dor em força. Nunca desista. Quando você menos esperar, toda a coragem que você tem aí guardada vai aflorar e você vai se reerguer novamente.

(Desconheço a autoria)


Pois é, meus amados amigos...
Por vezes, a vida é extremamente difícil para nós, mas não podemos desistir dela. E, nesses momentos de grande dor, é preciso buscar muita, muita força dentro de nós para continuar nossa jornada Aqui... É preciso caminhar, tropeçando, caindo e levantando, mas em frente.

Acredite em você! E confie sempre em Deus!!!

Abraços e obrigada pelo seu carinho.




 

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Não desista de continuar


Que o sol esteja sempre presente em seus dias, mas quando ele não estiver, não tema a chuva, porque a vida é feita de momentos e em cada um deles não nos encontramos desamparados.

Que o seu caminho seja repleto de flores, mas quando os espinhos se apresentarem, não chore eternamente diante da dor, busque novos horizontes e quando perceber, a ferida terá cicatrizado.

Quando a solidão se recusar a partir, não se dê por vencido, rogue auxílio da providência divina e perceberá que não se encontra sozinho nessa batalha.

Se os seus passos se enfraquecem e a ideia de desistir se aproxima, tenha fé, logo adiante, o desânimo cederá lugar a esperança, que renovará suas forças.

Que a cada manhã a alegria possa despertar ao seu lado, mas quando for a tristeza a sua companheira, não se aflija, ela jamais será eterna e com perseverança e confiança, reencontraremos a alegria de viver.

Quando a oportunidade de auxiliar alguém surgir, não a ignore, faça o bem que puder, sem nada exigir, assim quando necessitar de socorro, muitas mãos se estenderão em sua direção, não por obrigação, mas por carinho a sua pessoa.

Se a Verdade já bateu à sua porta, não a tranque dentro do seu coração, espalhe-a por onde passar, compartilhe conhecimentos, não se esquecendo da humildade e semeando o Amor de Jesus por onde estiveres.

Que nenhum sofrimento possa deter a sua marcha, mas quando um acontecimento lhe machucar, não desanime, nem pense em desistir, mantenha a confiança, o Pai sabe o que faz e sempre estará ao nosso lado nos consolando e nos mostrando um novo caminho.

Na alegria ou na tristeza, jamais desista de continuar a jornada. Faça uso da perseverança.

Encontre a coragem dentro de você.

Tenha fé e siga em frente...

Sonia Carvalho


Fique na paz e na luz de Jesus!



  

quinta-feira, 26 de março de 2015

O Luto e a Fé


Quando passamos por situações de profundo pesar, nossa mente faz verdadeiros malabarismos para elaborar e processar uma verdade que é inaceitável, e assim nos proteger da dor insuportável que advém da morte de uma pessoa que é única em nossa vida. Ela (a mente) precisa de um tempo e de um espaço para assimilar o fato traumático, para lidar com uma nova realidade, repentina e terrível, para desenvolver estratégias que consigam relacionar a verdade do passado com o futuro que precisa ser vivido. Mas, como?

O processo do luto não é linear e a dor precisa ser externada, cada pessoa precisa de um tempo só seu para reformular conceitos de justiça, de impotência, de culpa, de revolta, mas principalmente de Fé. Ela, e só ela, nos faz aos poucos entender que a vida é realmente eterna e que as pessoas que nos fazem tanta falta e despertam em nós uma saudade tão intensa, continuam vivas e que com elas vamos um dia nos reencontrar.

O Espírito de Deus está presente em nossa vida, mas cabe a nós, abrirmos a porta do nosso coração, dando espaço para que Ele se manifeste. À proporção que evoluímos espiritualmente, que fazemos a nossa parte, orando e meditando, que O deixamos fluir em nosso ser, nossa mente vai se acalmando, boas e felizes lembranças começam vir à tona, e nós vamos, aos poucos, aprendendo a viver junto ao nossos entes queridos, espiritualmente, mesmo que deles afastados fisicamente.

Com a saudade temos que nos acostumar... Este é um caminho difícil, mas não impossível, que, ao menos, ela seja uma saudade saudável, que nos ajude a reviver situações alegres, lembranças emocionantes, palavras ditas, emoções compartilhadas...Que nela encontremos um refúgio onde possamos chorar e sorrir. E quando isto acontece, adquirimos a certeza de que o Amor é realmente eterno; é o elo indestrutível que nos mantém para sempre unidos àqueles que já ressuscitaram, e que, portanto, continuam Vivos e na Paz.

E, assim, é chegada a hora de agradecermos a companhia, a atenção, o cuidado, o carinho, os beijos e os abraços, e principalmente à Deus, pelo presente maravilhoso que nos foi dado e pelo privilégio de termos convivido com eles aqui na Terra.

Marisa Cremer


Um grande abraço para você amiga e amigo queridos, com todo meu carinho.

Muita paz a todos !!!
 


 

segunda-feira, 16 de março de 2015

Como superar a perda de um filho

        Fotos do evento na Praça da Juventude em homenagem aos jovens que perderam a vida no trânsito.
                                              Vida Urgente- Fundação Thiago Gonzaga                                           Porto Alegre - Setembro/2010


Não há nada maior que possa afetar um pai e uma mãe do que a perda de um filho tão amado. É uma dor muito profunda e difícil de cicatrizar.

Seja por motivo de doença, tragédia ou outro qualquer, perder um filho não é fácil. Só sabe o tamanho dessa dor quem um dia já a vivenciou, de fato é um pedaço seu. E se algo pudesse ser feito para ter seu filho de volta, com toda certeza, que faria todo o esforço possível.

Sabemos do crescente número de pais que perdem seus filhos na infância, adolescência ou na fase adulta. Independente da idade, perder um filho é perder o bem mais precioso. Porém, a vida precisa continuar, não podemos nos fechar e viver presos e focados nessa dor.

A dor é parte do processo da perda, mas os pais devem buscar soluções para viver o luto, buscar conforto e vencer, um dia após o outro; lutar pela vida e não entregar sua vida. Para superar a dor da perda de um filho querido, é necessário abrir-se; falar sobre sua dor é importante. Extrair de dentro o pesar, desabafar com o companheiro, familiares e amigos de confiança, e aceitar o conforto e o apoio de todos fará bem.

Ocupar-se e preencher seu tempo é o segundo passo. Participar de grupo de autoajuda. Ajudar pais que tenham passado por problemas parecidos com o seu. Fazer trabalhos voluntários. Reunir e estar com a família. Não se isolar.

Orar e meditar. É preciso vencer os medos e a dor, é preciso buscar consolo, conforto, paz interior, até mesmo no silêncio. O apoio espiritual fortalece nas angústias da alma. Muitas famílias recorrem a oração.

Pensar positivo. Sabemos que haverá dias mais fáceis e outros mais difíceis, mas é preciso pensar e agir positivamente. Se o dia começou ruim, a lembrança, a saudade... Começou a ter um acesso de choro e pensamentos negativos bombardeando a sua mente? Pare... respire fundo. Com certeza seu filho não gostaria de lhe ver triste, então por você e por ele, alegre-se.

Lembrar os momentos felizes é bom, mas não para torturar-se, evite deixar lembranças espalhadas por toda a casa, escolha um lugar, para quando quiser reviver os momentos bons que passaram juntos. E se os pertences de seu filho começarem a lhe causar sofrimento, doe-os, irá ser melhor assim, ele não estará nos objetos, estará sempre em seu coração e na sua memória.

"Sei que toda dor e aflição é uma fonte de virtude e força espiritual, que nos molda e purifica."

Fernanda Ferraz - Graduada em RH



                                                 (clique nas imagens para ampliar)




Memorial que traz o nome da minha filha Thais entre as vítimas da violência no trânsito.




   

segunda-feira, 2 de março de 2015

A morte que trazemos no coração


É no coração que morremos. É aí que a morte habita.

Nem sempre nos damos conta que a carregamos conosco, mas, desde que somos vida, ela segue-nos de perto. Enquanto não somos tomados pela nossa, vamos assistindo e sentindo, em ritmo crescente ao longo da vida, às mortes de quem nos é querido. A morte daqueles que amamos é como uma amputação: perdemos uma parte de nós; uma fonte de amor; alguém que dava sentido à nossa existência... porque despertava o amor em nós.

Mas não há sabedoria alguma, cultura ou religião, que não parta do princípio de que a realidade é composta por dois mundos: um, a que temos acesso direto, e, outro, que não passa pelos sentidos, a ele se chega através do coração. Contudo, o visível e o invisível misturam-se de forma misteriosa, ao ponto de se confundirem e, como alguns chegam a compreender, não serem já dois mundos, mas um só.

Só as pessoas que amamos morrem. Só a sua morte é absoluta separação. Os estranhos, com vidas com as quais não nos cruzamos, não morrem, porque para nós, de fato, não chegam sequer a ser.

Só as pessoas que amamos não morrem. O Amor é mais forte do que a morte. O sofrimento que se sente é a prova de uma união que continua a existir, agora com uma outra forma, composta apenas de... Amor. Dói, muito. Mas com a ajuda dos que partem acabamos por sentir que, afinal, não somos separados para sempre...

O amor faz com que nossa vida continue a ter sentido. A partida dos que foram antes de nós ensina-nos a viver melhor, de forma mais séria, mais profunda, de uma forma, inequivocamente, mais autêntica.

Devemos cuidar de todos os que amamos. Aos que partiram, porém, aquilo que lhes podemos dar é o amor para aqueles que ficaram aqui. Porque estes continuam a precisar de nós, do melhor de nós... e é sempre uma iniquidade quando um amor por quem partiu mata, em alguém, o amor por aqueles que ainda aqui estão.

A morte ensina-nos que o amor é perdoar mais do que vingar; consolar mais do que ser consolado; partilhar mais do que juntar; compreender mais do que julgar; dar, doarmo-nos, oferecer o que há de melhor em nós, mais do que termos o que sonhamos. 

Não é difícil compreender que os nossos sentimentos e gestos são determinantes, não só para a nossa felicidade neste mundo, como também para a da outra vida, de que esta faz parte. Repousa em nós, calma e firme, a certeza de que a vida não se mede pela quantidade dos dias... mas pelo amor de que se foi autor e herói.

... chorar a morte de um ser amado é a prova de que a sua vida, aqui, teve valor e sentido. É o mesmo amor que nos deu alegria à vida que nos faz, agora, chorar... não morreu, está vivo. Habita-nos o coração.

Ficam as lágrimas choradas no silêncio do fundo de nós. Fica o silêncio onde se ama.

Fica a esperança, que é certeza, de que todo o carinho e ternura que ficaram por dar não se perderam... adiaram-se apenas.

Afinal, a mesma morte que leva os que amamos, também nos levará a nós... será pois uma simples questão de tempo, até que possamos abraçar e beijar aqueles a quem, agora, disso a morte nos impede.

No fundo do nosso coração, bem mais fundo do que a morte em nós, está Deus.

A Deus peço a confiança na eternidade do Amor; a Deus peço que ajude os que neste momento sofrem a dor do espinho que a morte crava; a Deus peço que me continue a ensinar e a ajudar a Amar com todas as forças de que sou capaz. A-Deus.


José Luís Nunes Martins, in 'Filosofias -79 Reflexões'


Thais, minha filha, tua presença sempre fará falta na minha vida,
mas permaneces viva no meu coração. A saudade dói... mas,
o AMOR é maior que tudo.

Te amo! Por toda minha vida vou te amar...

mamis.


  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...